Código de Conduta


A relação abaixo apresenta os atos considerados inadequados aos pilotos da TransBrasil Virtual, tipificando-os de acordo com a gravidade. A lógica é bem simples: infrações operacionais e infrações "morais".

As infrações operacionais, de um modo geral, têm penalidades mais brandas, pois acreditamos que estar na aviação virtual é um processo evolutivo: sempre há o que aprender e melhorar. E as penalidades, nestes casos, são aplicadas somente aos reincidentes, ou seja, quando o piloto mostra que não está mesmo disposto a evoluir tecnicamente. Portanto, somos bastante tolerantes com o cometimento de infrações operacionais.

Em contrapartida, as infrações morais não são toleradas. E por um simples motivo: prejudicam o nome da TransBrasil Virtual e o ambiente interno. Esperamos que nossos pilotos sejam cordiais uns com os outros e com os demais membros das redes de voo online, respeitem as regras das redes de voos online, tenham um espírito de cooperação para com todos e entendam que aviação virtual se trata de diversão, amizade, alegria e confraternização. Qualquer piloto que venha para a TransBrasil Virtual com um pensamento ou uma atitude diferente dessa, muito provavelmente estará propenso a sofrer as penalidades previstas neste breve Código de Conduta.


Tipificação das penalidades


  1. As infrações consideradas de natureza LEVE serão punidas com a pena de advertência.
    • A primeira reincidência em infrações dessa natureza importará na aplicação de suspensão pelo prazo de 1 a 15 dias.
    • A segunda reincidência em infrações dessa natureza importará na aplicação de suspensão pelo prazo de 3 a 45 dias.
    • A terceira reincidência em infrações disciplinares dessa natureza importará na aplicação da pena de desligamento.
  2. As infrações consideradas de natureza MODERADA serão punidas com a pena de suspensão pelo prazo de 16 a 30 dias.
    • A primeira reincidência em infrações dessa natureza importará na aplicação de suspensão pelo prazo de 48 a 90 dias.
    • A segunda reincidência em infrações dessa natureza importará na aplicação da pena de desligamento.
  3. As infrações consideradas de natureza GRAVE serão punidas com a pena de suspensão 31 a 45 dias.
    • A primeira reincidência em infrações dessa natureza importará na aplicação de suspensão pelo prazo de 93 a 135 dias.
    • A segunda reincidência em infrações dessa natureza importará na aplicação da pena de desligamento.
  4. As infrações disciplinares consideradas de natureza GRAVÍSSIMA serão punidas com a pena de desligamento sumário.
  5. Considerar-se-á reincidente o piloto que cometer infração disciplinar de mesma natureza em um prazo inferior a 182,5 dias.

Penalidades operacionais


  1. Alegar desconhecimento de avisos, emendas ou instruções normativas/operacionais. Infração: LEVE.
  2. Realizar voos offline. Infração: LEVE. Punição: VOO REJEITADO.
  3. Realizar voos sem a utilização de programa homologado de registro das atividades aéreas virtuais. Infração: LEVE.
  4. Realizar voos sem aeronave payware homologada. Infração: LEVE.
  5. Realizar voos com aeronave sem as texturas oficiais da companhia. Infração: LEVE. Punição sumária: VOO REJEITADO.
  6. Manter aproveitamento médio mensal inferior ao compatível com o seu cargo. Infração: LEVE.
  7. Descumprir as regras de voo IFR ou VFR, bem como as instruções normativas/operacionais da companhia. Infração: LEVE. Punição sumária: VOO REJEITADO.
  8. Deixar de cumprir as obrigações mensais, quando houver. Infração: MODERADA.
  9. Descumprir as regras das redes de voo online homologadas, independentemente das disposições e demais normas da companhia que venham a ser editadas e publicadas. Infração: MODERADA.
  10. Ausentar-se da “cabine de comando” por período superior a 20 minutos, sem comunicação prévia a ATC online. Infração: GRAVE.
  11. Fraudar os registros das horas de voo durante a utilização de programa homologado. Infração: GRAVE. Punição sumária: VOO REJEITADO.
  12. Incide na infração acima descrita:
    • Usar qualquer aceleração de simulação que não seja 1x.
    • Alterar o horário de realização do voo, em qualquer tempo, após a inicialização do programa homologado para registro do voo.

Penalidades morais


  1. Perturbar, de qualquer forma, a comunicação entre pilotos e controladores, voando online em quaisquer redes de voo online homologadas. Infração: MODERADA.
  2. Comportar-se de forma desrespeitosa para com os colegas da companhia e para com as demais pessoas nas redes de voo online homologadas. Infração: GRAVE.
  3. Iniciar, envolver-se, tomar parte ou sustentar discussão/briga em rede de voo online, seja por canal de texto ou de voz, aberto ou privado, com pilotos ou controladores. Infração: GRAVE. Punição sumária: REINCIDÊNCIA SERÁ COMPUTADA, EXCEPCIONALMENTE, ATÉ O PRAZO DE 365 DIAS.
  4. Fazer publicação de qualquer espécie com conteúdo obsceno ou pedófilo, preconceituoso, pejorativo, ofensivo, ou de apologia da pirataria, das drogas, de crimes de qualquer sorte, nos fóruns de discussão ou em quaisquer páginas de quaisquer sites/fóruns/páginas/redes sociais/aplicativos sob domínio da TransBrasil Virtual. Infração: GRAVÍSSIMA.
  5. Voar em rede de voo homologada com indicativo de chamada de outra companhia aérea virtual e registrar horas de voo pela TransBrasil Virtual, com a utilização de programa homologado para registro das atividades. Infração: GRAVÍSSIMA.
  6. Fornecer a terceiros não cadastrados na TransBrasil Virtual a senha pessoal de acesso ao site. Infração: GRAVÍSSIMA.


Sobre as operações de voos


  1. A TransBrasil Virtual aceita pilotos que voem nos simuladores de voo Microsoft Flight Simulador 2004, Flight Simulator X (Microsoft e Steam Edition) e Prepar3D v3.x.
    • Estudamos a possibilidade de inclusão do X-Plane 10 na lista de simuladores aceitos. No momento, temos incapacidade técnica de fazer o registro dos voos realizados com este simulador no método completo (veja mais abaixo).
  2. A esquadrilha é composta, por enquanto, apenas por Boeing 737-800 Short Field Performance. Os modelos homologados para utilização na TransBrasil Virtual são: iFly SimSoft (FS9) e o NGX da PMDG (FSX/FSX:SE/P3D). Quando resolvermos o problema do registro de voos no X-Plane pelo método completo, provavelmente, vamos utilizar neste simulador o Boeing 737-300 da IXEG. As texturas são fornecidas gratuitamente aos pilotos na área de downloads e seu uso é obrigatório em todos os voos.
  3. Os destinos são definidos a critério da administração da companhia, com base em um planejamento que leva em consideração a quantidade de aeornaves disponíveis na esquadrilha.
  4. O plano de carreira (leia com atenção esta página!) é composto por poucos cargos, mas de longa duração, visando manter o piloto mais tempo na companhia.
  5. Os voos devem ser feitos sempre online na IVAO ou na VATSIM, utilizando-se, preferencialmente, horário e meteorologia coincidentes com os vigentes.
  6. Os voos podem ser registrados por meio de dois métodos:
    • Simples — A TransBrasil Virtual tem um sistema de reconhecimento automático dos pilotos que se conectam online na IVAO ou na VATSIM com o indicativo de chamada (callsign) da companhia. Isso dispensa a utilização de qualquer programa extra para registro do voo. Conectou online com um callsign da TransBrasil Virtual? Suas horas serão gravadas! Este sistema, entretanto, não apresenta um relatório de voo (PIREP) detalhado. Ele apenas computa as horas. Veja um exemplo de um voo registrado pela detecção automática do callsign. Se você desejar manter uma caderneta de voo (Logbook) com PIREPs detalhados, então você terá de utilizar o método...
    • Completo — Consiste na utilização de um software chamado smartCARS. Ele é capaz de gravar um PIREP com vários parâmetros operacionais, que vão desde o acionamento dos freios, ao excedimento de limites operacionais da aeronave. Além disso, ele fornece diagnósticos completos do voo registrado, que são enviados para o site da TransBrasil Virtual. O sistema é 100% gratuito para os pilotos cadastrados.
  7. Os voos são escolhidos a critério dos pilotos, por meio de um sistema de reservas. A TransBrasil Virtual não impõe obrigações operacionais quanto a isso. O piloto voa para onde quiser, quando quiser. O sistema de seleção de voos da TransBrasil Virtual, contudo, impõe restrições aos ocupantes do cargo de Copiloto. Apenas os aeroportos compatíveis com o cargo são mostrados no sistema de reserva. Por exemplo, um Copiloto não pode operar no Santos Dumont (SBRJ). Somente a partir da graduação de Comandante isso é possível. Então, enquanto estiver Copiloto, o piloto jamais conseguirá reservar um voo de/para SBRJ. O mesmo método é aplicado aos ocupantes do cargo de Comandante no que se refere a voos internacionais, que somente podem ser feitos por pilotos ocupantes dos cargos de Comandantes Sênior e Máster. Se ainda não o fez, leia mais sobre as políticas da carreira, clicando aqui.
  8. Gostou do que leu até aqui? Se você se inscrever e for aceito, então nós te daremos acesso a um vídeo com vários outros detalhes sobre as operações de voo na TransBrasil Virtual.

Quero me inscrever »

TransBrasil Virtual 2017 © Todos os direitos reservados.